sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Brotando vidas, brotando sonhos!

#EuSouProtagonista

  Em plena era da informação e do avanço tecnológico os cuidados com a natureza e o meio-ambiente devem ser priorizados. Não é de hoje que sabemos que o mundo pede socorro. O aquecimento global e a falta de políticas públicas para o desenvolvimento sustentável do planeta ainda são emergentes. A população sofre esse caos ambiental todos os dias: ondas de calor intenso, tempestades, acúmulo do lixo, falta de saneamento básico, poluição e deficiência no reaproveitando do plástico e de diversos outros materiais que prejudicam o meio.

  Ser eco, ser verde, ser sustentável é necessidade e não modismo. Pensando nisso, jovens do bairro Jangurussu, periferia de Fortaleza-CE, idealizaram o projeto Brotando vidas que por meio de rodas de conversa e o estímulo ao fomento de farmácias vivas na comunidade incentivam e contribuem com o meio-ambiente e sua conservação. Veja abaixo o conceito sobre farmácias vivas:

"O termo farmácia viva refere-se a um conjunto de plantas medicinais que são indicadas para o tratamento das doenças e sintomas mais comuns e de menor gravidade, como gripes, resfriados, problemas estomacais e dor de cabeça. Cada família conhece pelo menos uma receita caseira. E essas sempre utilizam plantas medicinais. Passaram de geração a geração e têm sobrevivido ao tempo e ao crescimento da medicina alopática e dos remédios sintéticos." (Fonte: http://www.portalagropecuario.com.br/plantas-medicinais/farmacia-viva/)


  Idealizado pelo jovem  Tiago Victor, o grupo busca conscientizar a população sobre o uso saudável da medicina natural para prevenção de doenças e nutrição humana, além de conscientizar sobre a conservação do meio, importância do saneamento básico e cuidados com o lixo para a saúde e para a preservação do meio ambiente. 

Ações na comunidade - Foto: Mapurunga Jr.

 O projeto foi contemplado pelo VI edital Ação Jovem da Rede CUCA (instituto pertecente a Prefeitura Municipal de Fortaleza para a juventude) e esse ano contou com assessoria técnica do Social Brasilis, o grupo percebe na educação ambiental um elo para o desenvolvimento econômico e social de comunidades, sendo desassociável do processo educacional comunitário.

"Eu sonho em ver as comunidades tendo pelo menos o mínimo. Elas não sabem o que é saneamento. Sonho com pessoas lutando por seus direitos." 
(Tiago Victor em depoimento para o Diário do Nordeste - jornal local)

  A educação ambiental e o desenvolvimento sustentável no planeta é um processo educacional, que envolve conscientização, família e escola. O meio ambiente preservado é uma questão de saúde pública e social. Quanto mais conscientes estivermos, mais preservado estará o meio para as gerações futuras. Esses jovens sonham com um mundo que possa ser também desfrutado por seus filhos e netos. Sonham que seus familiares no futuro desfrutando também do melhor que a natureza nos dar diariamente. Sonham com um planeta mais verde, mais sustentável.
Galera da Rede Cuca participando da ações do projeto - Foto: Mapurunga Jr.

 Que ações você está fazendo que possam contribuir com o meio ambiente? Você considera o lugar que você estuda/vive ou trabalha está de acordo com preservação do meio? O que você sabe sobre farmácias vivas, hortas ou coleta seletiva do lixo? 

 Que tal promover ações que conscientizem sobre esses pontos em sua comunidade ou escola? Construa uma horta vertical com garrafas PET, estude sobre plantas medicinais e monte sua farmácia viva, elabore um plano simples de coleta seletiva do lixo  e faça acontecer! Essas são apenas algumas ideias, a natureza tem muito o que ser estudada. Divulgue suas ações nas redes sociais usando a hashtag #EuSouProtagonista e faça parte da nossa campanha 2017 - incentivando mais ações sociais pelo país, clique aqui e saiba mais.


Por um mundo mais verde,
Social Brasilis


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...