Durante os dias 21 à 24 de novembro/2018 aconteceu a Feira do Conhecimento do Ceará, uma iniciativa da SECITECE – Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Ceará –  que privilegia a ciência, a tecnologia e a inovação no Ceará. A feira contou com um espaço para a inovação e negócios com amostra de 52 startps tecnológicas de todo o Ceará apoiados pelo Programa Corredores Digitais – pré-aceleração de negócios tecnológicos que apoia ideias de empreendimentos tecnológicos de jovens a partir de 16 anos até a melhor idade de todo o Ceará, possibilitando network, mentoria, formação e rodadas de negócios de forma gratuita para seus participantes que avançam em modelagem de negócios por três fases com duração de no mínimo 6 meses – além de lounge com jogos e espaço para eventos e sessões de apresentações de pitches dos empreendedores participantes.

Nesse espaço de inovação e negócios, no segundo dia da feira (22/11), aconteceu o painel de negócios de impacto social: uma nova visão de futuro, que teve mediação da Manú Oliveira, fundadora e diretora executiva do Social Brasilis, que conduziu os debates com Daniela Perdigão, da aceleradora mineira de negócios de impacto Baanko, Regina Piffner, coordenadora de projetos de juventude da Aliança Empreendedora e Haroldo Rodriguês da In3citi, investidora e consultoria para negócios de impacto social cearense.

O painel iniciou com a condução da Manú que iniciou compartilhando um pouco da sua história no empreendedorismo social até a criação do Social Brasilis, após isso Regina, da Aliança Empreendedora expôs a história da organização, uma das melhores organizações sociais do país que trabalha empreendedorismo, falando sobre projetos tecnológicos de juventude e um pouco da parceria da instituição com o prog. Pense Grande da Fundação Telefônica Vivo. Daniela Perdigão da Baanko falou sobre o conceito da aceleradora, principais trabalhos e projetos, destacando o Challenge, desafio para a criação de negócios de impacto social que acontecem em várias cidades do país e no Chile que incentiva a criação de negócios em uma semana. Fechando as contribuições, Haroldo Rodriguês falou sobre a importância da validação e dos primeiros resultados, do propósito do empreendedor e ânimo para conduzir o empreendimento é que contam para a busca de investimentos.

O painel ainda contou com as contribuições do público, que participou com perguntas e considerações para os painelistas.

Agradecemos a toda equipe do Programa Corredores Digitais que viabilizou todo o momento e tem sido um elo de condução e apoio ao empreendedorismo de impacto social no estado do Ceará.

 

Deixar Comentário

Translate »